“Lê, medite e responda”




Em todos os tempos existiu a classe das pessoas que freqüentam a igreja com intenções frívolas, causas egoístas e determinações especulativas. Infelizmente, tais qualidades de falsos cristãos continuam a entrar e a sair nas igrejas como se fossem, de fato, cristãos de qualidade. Estes causam maior dano à igreja do que os inimigos declarados.


As perguntas que vamos fazer são individuais, necessárias e atuais; levam em si um motivo de ser, têm um alvo a alcançar. São feitas a quantos as lerem; não importa a condição social ou grau na fé dos cristãos, mesmo do novo convertido. São para os membros de maior influencia e para os mais simples. Para os membros mais ricos e para os que nada possuem.


Gostaria de conhecer a resposta de cada crente a esta pergunta: “O que você vai fazer na igreja? Vai a igreja unicamente para passar o tempo? Se for para isso, é tempo perdido. Nada irá lucrar, estando nessa situação de indiferença nos átrios do Senhor: a sua alma não será alimentada com o maná dos céus; as chuvas de bênçãos passarão sem o alcançar, enquanto o seu “guarda chuva de passar o tempo” estiver aberto.


Vai à igreja pelo simples motivo de ver qualquer pessoa? Se for por esta razão, não espere nada para o conforto do seu coração; do modo como você entrar, assim irá sair. Nenhum refrigério espiritual sentirá a sua alma, embora veja os outros verdejantes, cheios de folhas, flores e frutos. O seu vizinho de banco estará crescendo, más você continuará minado pelas aflições; sentirá o marulhar das águas descendo como cascatas celestiais, porém, não será saciado; continuará com sede a espiritual, enquanto outros alegres, voltarão da fonte cristalina trazendo os vasos cheios a transbordar. Não receberá os raios do sol, verdadeira fonte de toda a vida e de todo o crescimento, enquanto o seu guarda-sol de “ver qualquer pessoa” estiver aberto, impedindo a luz do céu.


Hipocrisia


Para encobrir as suas falhas, você vai à igreja? Se esta for a sua intenção, Oxalá, jamais o fizesses. Pensa que Deus não vê o ninho do pecado que está no seu coração? Julga o Todo-Poderoso igual a qualquer mortal? Acha que pode enganar ao Onipotente, ao que tudo sabe, tudo vê e tudo pode? O único enganado, certamente, é você mesmo; cedo ou tarde, o Espírito Santo mostrará a sua hipocrisia.


Hoje, há muitos Ananias e Safiras nas igrejas, más o dia da repreensão vem, o dia da queda é certo; não importa que dê metade do que tem; nada vale se mostrar pela metade. Ir à igreja não o livra do juízo de Deus; o estar na igreja não impede o julgamento reto do Senhor. Freqüentar os cultos não pode justificá-lo diante do trono branco; a aparência de santidade não é condição para ser salvo. A freqüência na casa de oração não dá direito a entrar no céu. Enquanto viver assim, a sua alma não terá paz; verás a prosperidade de seus irmãos enquanto viver num marca passo contínuo, num redemoinho perigoso, que pode ser fatal. Enquanto o guarda-chuva de “encobrir faltas” estiver aberto, as bênçãos de prosperidade não alcançarão a sua vida; a paz não será uma realidade na sua alma, e a alegria não reinará em seu coração.


Você vai à igreja unicamente para cantar ou para ouvir os coros e solos? Mesquinho é tal desejo, comparado com os sentimentos elevados e nobres que devem encher a vida dos verdadeiros cristãos, os pensamentos dos servos que tem uma grande tarefa a cumprir aqui neste mundo. Se em você somente existe lugar para ouvir os hinos, embora eles sejam o reflexo da vida de vitória e de gozo daqueles que os fazem ou cantam, ainda assim, o teu galardão será igualmente mesquinho e nulo de acordo com o seu desejo; o seu “guarda-chuva” é feito de egoísmo, não deixa passar os raios do amor divino que mostram maiores e melhores bênçãos na igreja, além dos coros e dos solos.


Adoração


É para louvar e adorar a Deus que você vai à igreja? Se o seu coração puder responder afirmativamente, então, você chegou a vereda dos justos; encontrou o caminho que leva a Deus, por isso deve continuar com o seu propósito, não permitindo que outro sentimento tome lugar em seu coração. Também não deixe outra preocupação turbar o seu pensamento. Não seja outro motivo de ir à igreja; além desse, e não dê ouvidos à outra voz. Não faça da igreja um simples lugar de


“Não faça da igreja um simples lugar de reuniões sociais, e antes, tema o Deus vivo, quando penetrar em seu átrios”


reuniões sociais, e antes, tema ao Deus vivo, quando penetrar em seus átrios.


Se você for à igreja com único propósito de adorar a Deus, em espírito e em verdade, achará o descanso que o seu espírito atribulado em vão tem buscado em outros lugares. Compreenderá o sentido das palavras do salmista, quando disse: “Mais vale um dia nos átrios do Senhor do que mil anos nas tendas dos ímpios”. Saberá, também a razão por que os rostos dos santos brilham iluminados pela glória de Deus, reflexo da vida de íntima comunhão com o Salvador. Aprenderá a amar não só a Deus e aos irmãos, mas igualmente aos pecadores que ainda vivem sem o conhecimento do Evangelho. Sentirá melhor a sua necessidade; tocará mais facilmente a realidade de uma nova vida, vida que antes não conhecia, nem podia realizar. Receberá unção para o serviço que requer sacrifício e deve ser feito sem suspiros, nem murmurações. Os seus olhos, untados com o colírio divino poderão contemplar planos espirituais mais elevados; poderão ver as necessidades do mundo; verão os perigos que há em cada jornada, os obstáculos de cada etapa; divisarão os sinais de perigo, descobrirão as próximas tempestades, contemplarão o fim do caminho, o céu.


Irmão, seja qual for a sua igreja, seja qual for a sua função dentro da mesma, seja qual for o tempo que tem de crença, seja qual for o teu lugar onde você se encontra, seja qual for a sua posição social, lê, medite e responda a esta pergunta: O que você vai fazer na igreja?


Ajuda-nos Senhor, para que cada dia possamos fazer esta pergunta a nós mesmos, e possamos responder como sábios.

Amem.



Artigo publicado em Ago de 1938
Reeditada em Julho de 1999
Fonte: O Mensageiro da Paz


020707

0 comentários